Siga-nos agora em
english version
INÍCIO  |  LOGIN SÓCIOS  |  CONTACTOS  |  MAPA DO SITE
PESQUISAR
 
   

FORMAÇÃO

voltar ]
SROI (Social Return on Investment). Como medir o impacto dos Investimentos Sociais

Destinatários

•    Profissionais de empresas que pretendam conhecer métricas de avaliação do impacto, na sociedade, de projetos sociais e, desta forma, possam tomar decisões de gestão sobre quais apoiar
•    Profissionais de organizações do setor social que pretendam saber como medir o impacto (em €) de um projeto social na sociedade e, desta forma, obterem métricas que lhes permitam ter mais sucesso na obtenção de financiamento público e privado

Enquadramento
O número de projetos sociais tem vindo a crescer nos últimos anos, originando uma maior concorrência pelos fundos disponíveis.
Para garantir a sua sustentabilidade, as organizações sociais não podem estar dependentes da caridade. Devem utilizar métricas de gestão que lhes permitam demonstrar a relevância do projeto que desenvolvem.
Para as empresas que têm de tomar decisões sobre quais os projetos sociais a apoiar, saber como avaliar (em €) o seu impacto na sociedade (SROI) é uma mais-valia. Permite suportar a decisão com base em métricas de gestão e não apenas na sensibilidade de quem decide.
O SROI é uma metodologia que aproxima as organizações sociais e as empresas no processo de decisão e na criação do bem-estar na sociedade.

Objetivo Geral
Dar a conhecer a metodologia SROI e sua mais-valia para quem pretende obter fundos (organizações sociais) e disponibilizar fundos (empresas).

Objetivos Específicos
No final da ação de formação os participantes deverão estar aptos a:
•     Conhecer a metodologia SROI
•     Identificar as mais-valias do SROI para as empresas financiadoras
•     Identificar as mais-valias do SROI para as organizações sociais
•     Saber como calcular o SROI

Conteúdo Programático
•    O conceito SROI. Modelo, mais e menos valias
      -    Estabelecer o propósito
      -    Identificar os stakeholders relevantes
      -    Elaborar mapa de mudanças
      -    Determinar o impacto
•    Cálculo do SROI
      -    Implementação, análise e resultados
      -    Cálculo do SROI
      -    Auditoria dos custos associados à missão/projecto
      -    Identificação do bem-estar criado na sociedade
      -    Definição de métricas
      -    Procura de informação para calculo das métricas
      -    Cálculo do impacto em €
•    Casos reais de aplicação do SROI em Portugal
•    Cálculo do SROI de um caso real


Metodologia
Na primeira parte da sessão será explicada a metodologia SROI e como a aplicar em projetos sociais, seja na perspetiva do financiado seja do financiador.
Na segunda parte da sessão será realizado um caso prático e real, em grupo, de como calcular o SROI de dois diferentes projetos e, com base nos resultados, como tomar a decisão em qual investir.

Formador
Georg Dutschke.
Doutorado em Gestão e Marketing pela Universidade de Sevilha/Universidade Nova de Lisboa. Foi gestor e diretor de Marketing, Vendas, Logística e Geral, em empresas como a Johnson & Johnson, Johnson Wax, Sara Lee, Warner Brothers, PTMultimédia, Pescanova e Angelini Portugal. É docente universitário e sócio fundador do Happiness Works Portugal, Digital Listening Lab e ASIBEAM (rede de 26 universidades em Portugal, Espanha e América Latina, que tem como missão contribuir para a redução da pobreza e da fome). É autor de diversos livros e artigos académicos e realiza projetos de consultoria em gestão, marketing, gestão de pessoas e responsabilidade social corporativa.

Data/Horário/Local de Realização
17 de junho 2020

Das 09h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30 (7 horas)
Sede Nacional da APG
Avenida António Augusto de Aguiar, nº 106 – 7º • 1050-019 Lisboa
(frente ao “El Corte Inglès”)
Tel.: 213 580 912
email: global@apg.pt

Investimento (inclui documentação e coffee-breaks)
Sócios Efetivos e Coletivos


225,00€ + 23% IVA = 276,75€

Sócios Aderentes (estudantes) e Desempregados

100,00€ + 23% IVA = 123,00€

Não Sócios

300,00€ + 23% IVA = 369,00€


Nota
A APG reserva-se o direito de proceder a alterações de parte do programa e/ou de formador sempre que tal se justifique e por razões de força maior.

 

   
 
RH atual | Sobre a APG | Sócios | Formação | Coaching | Publicações | Ligações | Mapa do site | Contactos | Termos & Condições
redicom.pt