Siga-nos agora em
english version
INÍCIO  |  LOGIN SÓCIOS  |  CONTACTOS  |  MAPA DO SITE
PESQUISAR
 
   

LISTA DE NOTÍCIAS

voltar ]
2022-01-10
Relatório Hays: “As implicações da pandemia no mercado de trabalho”


De acordo com o estudo “As implicações da pandemia no mercado de trabalho”, da Hays, a escassez global de profissionais qualificados e a forte procura por talento vai exigir uma adaptação das políticas de atração e retenção de talento. Segundo este relatório, estas devem passar a incluir um modelo de trabalho híbrido como forma de retenção (e atração) de colaboradores, garantindo uma maior flexibilidade.

O estudo, que analisa o impacto da pandemia COVID-19 no mercado de trabalho qualificado a nível global e expõe os seus potenciais efeitos a longo prazo, mostra que os empregadores devem esperar mudanças a longo prazo na forma de funcionamento do mercado de trabalho global e revela que, tanto os empregadores como os profissionais, terão de se adaptar às implicações a longo prazo destas mudanças estruturais.

O mesmo estudo revela que a pandemia “desbloqueou” uma nova reserva de talentos e atuou como catalisador do trabalho à distância, com empregos sem fronteiras e o “fenómeno da telemigração”, que tem vindo a possibilitar os empregadores chegar a uma rede mais vasta de profissionais qualificados, algo que poderá também contribuir para atenuar a escassez global de competências. O setor tecnológico, que está a sofrer com esta escassez, poderá ser um dos maiores beneficiados.

Uma elevada percentagem de trabalhadores habituou-se a trabalhar a partir de casa e espera poder usufruir de alguma forma de trabalho híbrido no futuro.

O inquérito sintetizou a investigação do mercado global e identificou as seguintes tendências-chave que emergiram ao longo da pandemia:
- a procura de mão-de-obra qualificada foi significativamente afetada
- nos 34 mercados em que a Hays opera, a taxa de desemprego aumentou ao longo de 2020
- os mais jovens (15-24 anos) foram mais afetados pelo desemprego em comparação com as gerações mais velhas
- o emprego feminino diminuiu mais do que o masculino

O relatório da Hays revela ainda que o mercado de trabalho especializado evoluiu agora com os trabalhadores a mostrarem um maior interesse em “trabalhar a partir de qualquer lugar”, em vez de simplesmente trabalharem a partir de casa ou do escritório.
 
   
 
RH atual | Sobre a APG | Sócios | Formação | Coaching | Publicações | Ligações | Mapa do site | Contactos | Termos & Condições
redicom.pt