Siga-nos agora em
english version
INÍCIO  |  LOGIN SÓCIOS  |  CONTACTOS  |  MAPA DO SITE
PESQUISAR
 
   

LISTA DE NOTÍCIAS

voltar ]
2021-11-15
Trabalhadores temporários sentem-se pouco realizados e motivados


Segundo o estudo “Saúde mental dos trabalhadores temporários durante a Covid-19”, dos investigadores Pedro Ferreira e Sofia Gomes, do REMIT – Research on Economics, Management and Information Technologies da Universidade Portucalense, apenas um em cada quatro trabalhadores temporários (25,7%) apresenta níveis de engagement elevados. A maioria destes profissionais (65,2%) revela mesmo uma baixa realização pessoal e 10% dizem sentir esgotamento emocional.

Os níveis de engagement são, na maioria dos trabalhadores temporários, bastante baixos. Seja qual for a dimensão — vigor, dedicação e absorção –, há sempre, pelo menos, 25% dos profissionais a expressarem baixos níveis. Quase 35% dos inquiridos apresentam baixos níveis de vigor (níveis de energia e resiliência mental durante o trabalho), 32,6% mostram baixos níveis de dedicação (entusiasmo, inspiração e orgulho no trabalho) e 25,6% revelam baixos níveis de absorção (nível de foco e imersão positiva no trabalho).

Apesar de os níveis de realização pessoal e engagement serem pouco animadores, no que toca a exaustão emocional e despersonalização, os valores apurados não são tão pessimistas: 10% dos inquiridos dizem sentir esgotamento emocional — o que se traduz em cansaço, sensação de vazio e dificuldade em lidar com as emoções dos outros — e 5% apresenta baixos níveis de despersonalização — uma atitude distanciada –, apesar da precariedade contratual vivenciada por estes trabalhadores.

Saiba mais sobre este estudo aqui.
 
   
 
RH atual | Sobre a APG | Sócios | Formação | Coaching | Publicações | Ligações | Mapa do site | Contactos | Termos & Condições
redicom.pt