Siga-nos agora em
english version
INÍCIO  |  INÍCIO  |  LOGIN SÓCIOS  |  CONTACTOS  |  MAPA DO SITE
PESQUISAR
 
   

LISTA DE NOTÍCIAS

voltar ]
2018-07-17
Comissão Europeia publicou Relatório 2018 sobre a Evolução do Emprego e da Situação Social na Europa


A edição do relatório deste ano confirma as atuais tendências positivas no que toca ao mercado de trabalho, bem como uma melhoria da situação social: com quase 238 milhões de pessoas empregadas, a taxa de emprego nunca foi tão elevada na UE. Em 2017, o número de pessoas no mercado de trabalho aumentou em mais de três milhões e meio, em comparação com 2016.

No entanto, embora o número de horas trabalhadas por pessoa empregada tenha vindo a aumentar nos últimos anos, ainda se encontra abaixo dos níveis de 2008 enquanto que, ao mesmo tempo, se assiste a uma subida dos rendimentos disponíveis e a uma diminuição dos níveis de pobreza.

A privação material grave diminuiu para o nível mais baixo de sempre, com menos 16,1 milhões de pessoas afetadas, comparativamente a 2012.

No entanto, uma análise do impacto da evolução tecnológica põe em evidência incertezas sobre os efeitos futuros da automatização e da digitalização, pelo que o relatório de 2018 é dedicado às mudanças no mundo do trabalho.

O relatório assinala ainda que o progresso tecnológico é fundamental para aumentar a produtividade global. Ao mesmo tempo, porém, substitui tarefas rotineiras e pouco qualificadas e eleva o limiar de competências da empregabilidade.

Embora não ofereçam uma conclusão definitiva sobre a possível dimensão do impacto da tecnologia no emprego, alguns estudos revelam que as tarefas rotineiras e repetitivas que caracterizam atualmente alguns postos de trabalho são as mais propensas a uma automatização total ou parcial. Segundo um estudo, 37 % a 69 % dos postos de trabalho poderiam ser parcialmente automatizados num futuro próximo.

A adaptação a esta evolução do mundo do trabalho passa, fundamentalmente, por uma melhor educação e aprendizagem ao longo da vida e por garantir ue as instituições de proteção social e do mercado de trabalho na Europa estão em condições de cumprir a sua missão.

O relatório anual sobre a evolução do emprego e da situação social na Europa apresenta uma análise económica atualizada das tendências sociais e de emprego na Europa. À luz destas tendências, a análise salienta os potenciais desafios e assinala respostas políticas possíveis para lhes fazer face. É a principal ferramenta de que a Comissão Europeia dispõe para analisar dados e tendências atuais e futuras nos mercados de trabalho.

Consulte aqui a versão integral do Relatório 2018 sobre a Evolução do Emprego e da Situação Social na Europa.

 
   
 
Início | RH atual | Sobre a APG | Sócios | Formação & Coaching | Publicações | Prémios | Ligações | Mapa do site | Contactos | Termos & Condições
redicom.pt